Não estou a favor de nenhum dos dois partidos que estão concorrendo à eleição nesse ano, mas só peço que reflitam sobre o falso bem que engana e depois mostra a sua essência real.
O senso comum avalia de maneira superficial, sem muita noção dos atos e consequências, ao pensar assim, é só observar que o palhaço Tiririca foi novamente um dos mais votados e com duas candidaturas já se pode aposentar no Brasil, de fato ser político no Brasil e nos países subdesenvolvidos é uma mina de ouro, por isso tantos partidos se unem para não fazerem nada. Enquanto que o trabalhador leva anos para se aposentar e muitas vezes trabalhou muito e pouco recebe de aposentadoria. Não podemos achar que político se preocupa com o povo de fato, se fosse assim não teríamos incompetências espalhadas por todos os lados, falta de manutenção e planejamento. É a lei de enquanto der para sugar e enganar, não ter ninguém reclamando, vamos mascarando e empurrando as coisas, claro que se perguntarem diremos, em boa justificativas: Já iríamos tratar disso!
A saber, sobre esse silencioso, nada se faz, é a eminente falta de água que o Brasil, terra antes abençoada está sofrendo.

Uma indústria produz algum produto ou serviço e vende para se manter e prosperar. Um partido produzir políticos, que ao terem poder, podem, de acordo com a sua moral e ética, exercerem de maneira honesta a sua profissão e o serviço contratado pelo seu povo. Ao contrário, se forem corruptos, esses para manter toda a sua indústria partidária, irão desviar verbas públicas entre outras várias brechas que eles conseguem encontrar no sistema para infiltrar e roubar. A pergunta que não se cala é que se tem inteligência para conseguir burlar o sistema e desviar verbas, porque não usar a inteligência para promover o bem, fazer coisas boas que gerem prosperidade para o país e com isso ganhar pelo orgulho de ter sido um bom profissional. A resposta é simples, quando se é do bem se age pelo bem e tudo fica bem feito.
Ha muitos anos atrás, desde que o Lula entrou para o governo eu já havia previsto a incorporação de um comunismo disfarçado em um partido em prol do trabalhador e dos menos favorecidos, pois é justamente com essa postura que as pessoas se iludem achando que surgiu o salvador da pátria, mas o que observamos são fatos bem diferentes.
Todo o apoio estratégico aos pobres é apenas com o intuito de conseguir manter-se no poder, para gradativamente ir fortalecendo o partido.
Esse mesmo movimento foi o que aconteceu na Venezuela com Hugo Chaves e é o que está prestes a acontecer na Bolívia com Evo Moralez. Não podemos esquecer que a Argentina está também nesse ligação e o Irá.
Claro que essa industria multinacional partidária tem suas origens em Cuba, onde todos devem convergir.
Não sou a favor de nenhum partido na atualidade no Brasil, como referi os fins, nesse caso, não justificam os meios, porque os partidos não agem de acordo com a sua proposta, mas para outros fins que são os de crescer em seus poderes e domínios as custar das riquezas dos cofres públicos.
O Brasil está a no caminho do comunismo ao manter o atual partido e é certo e sabido que os investidores sairão do país e as famílias mais ricas que puderem, já estarão com as suas malas prontas para mudar de país como foi no caso da Venezuela. Migraram em massa para Miami e formaram uma comunidade nos Estados Unidos.
Temos que pensar agora em primeiro conseguir manter o país nas mãos dos brasileiros para poder ter um país para chamar de nosso.